top of page

Não vamos emagrecer as pessoas só pensando em nutrição e exercícios físicos


"Uma caixa de emails vazia ajuda a emagrecer?"

Para muitos, a consequência da adoção de um estilo de vida mais saudável é a redução do peso. Para ter um estilo de vida saudável é preciso valorizar o tempo investido em uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios físicos.

Hoje, 55% dos trabalhadores brasileiros estão acima do peso ou obesos, qual seria a melhor oferta para uma empresa ajudar seus colaboradores a perder peso? Uma oferta de orientação nutricional ou um programa conscientização sobre a importância em valorizar a saúde? Ou, e aqui a nossa oferta, um programa de conscientização sobre a importância em valorizar a saúde que oferece provedores multidisciplinares com atividades para as pessoas implementarem a mudança do estilo de vida? E ainda por cima tudo monitorado com métricas que se relacionam com os custos de saúde da empresa.

Quando falamos em mudar o comportamento das pessoas, em várias empresas ouvimos a frase: “Não é só o meu comportamento que tem de mudar, o comportamento do meu chefe tem de mudar também!”

Mas afinal, o que faria essas pessoas adotarem um estilo de vida saudável?

Muitos pensam que apenas consumir frutas, vegetais e exercícios são suficientes. Definitivamente não!

É importante que as empresas saibam que o colaborador tem de passar por uma fase chamada ativação, que relaciona, por exemplo, a nutrição com sua caixa de e-mail, ou com as demandas do dia-a-dia do trabalho.

Ao invés de convidar as pessoas para falar sobre alimentação, convidamos para aprender a como gerenciar o próprio tempo e gerenciar conflitos. Ou seja, atingimos mais colaboradores nas fases pré-contemplativas e com a informação certa os levamos a pensar sobre a saúde física e mental.

Com uma “camada” inovadora que foca o engajamento no processo de mudança e autocuidado, introduzimos aos programas de promoção de saúde, um processo de educação interativa que nos revela dados sobre qual o ponto que motivaria as pessoas a mudarem o comportamento. Sempre com métricas!

Nesse sentido, através de interações com um material didático interativo e gamificado, convidamos os colaboradores para testarem algum dos programas de saúde, mas todos integrados através de Inteligência Artificial para análise dos dados de saúde revelando as evidências concretas que apoiarão a tomada de decisão em qual a melhor forma de investir na mudança do estilo de vida e qualidade de vida.

Afinal, o time envolvido com a gestão de pessoas, que compreende desde os líderes diretos, o RH e Medicina do Trabalho, farão a gestão do programa com foco em resultados, realizando a correlação sobre a eficiência econômica do programa, ao promover saúde e reduzir custos.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page